terça-feira, 7 de junho de 2016

Tudo na vida tem um preço

Durante a vida projectas situações no tempo, sonhos e objectivos. Quando chegam no momento em que já não esperas ou chegam naquele limiar do tempo em que estas no limite da tangibilidade do real, a coisa complica. Complica porque existem sonhos e objectivos que têm sentido no tempo certo. A vida é um constante renovar de objectivos e sonhos, porque alguns não o são, e outros porque é necessário deixar-los morrer e abdicar deles porque o tempo passa. E abdicar, muitas vezes, não é prova de resignação, mas sim de inteligência, porque não vale a pena desgastarmo-nos com coisas que não dependem de nós. Isto do “porquê” e do “agora” tem tanto que se diga…
Sempre tive um objectivo de vida -não posso considerar sonho-, que já o via distante, já estava quase a desaparecer da linha do meu horizonte. Acontece que a possibilidade de concretização desse objectivo chega no limite do prazo, quase na hora em que a porta esta a fechar para o voo sair. Confesso que isto me desequilibrou, física e emocionalmente ao ponto de me ter de recolher ao meu espaço, ao “meu mundo”, porque a situação obriga a repensar tudo, e quando digo tudo, é mesmo TUDO. Não é fácil e não é de ânimo leve que chegas a esta altura da vida e tens de te questionar sobre o que és, onde estás, o que queres, o que representas. Com o passar dos anos vai custando mais abdicar, do que da "aventura" ganhar e arriscar. E é este processo de interpelação de ti e para ti, que te vais apercebendo de quem é o quê na tua vida e quem és tu nessa mesma vida. São também nestes momentos de recolha que as pessoas se definem e se revelam. 
O desafio está no meu ADN, o impulso é forte…mas existe um grande “mas” do meu porto e do meu chão, que no fim, marca o que sou!  

E agora?
Já não é de agora que fico com a sensação que sempre quis viver rápido e acabei sempre por chegar atrasado...ou mesmo não sair do mesmo lugar. E agora é tempo de ir em frente…de corpo inteiro, em paz, seja lá para onde for…. nem que seja neste mesmo lugar, mas com a certeza que já nada vai ser como antes...e com um preço a pagar!
Viver é grátis, mas tudo na vida tem um preço...      

Sem comentários: